422 Main St, Stoneham, MA02180
781-438-0300
childrensdc@yahoo.com

Idades 2-5

Created with Sketch.

Conselhos da Associação Internacional de Dentistas Pediátricos

Perguntas frequentes

Crianças entre 2-5 anos de idade

  1. Aos dois anos de idade, todos os dentes decíduos estão presentes?
  2. Que tipo de escova de dente você recomenda?
  3. Quantas vezes você recomenda a limpeza dos dentes?
  4. Qual a quantidade de pasta dental é seguro usar em minha criança?
  5. O que pode ser feito se o meu filho não gostar de pasta dental?
  6. Por que os dentes superiores e inferiores do meu filho não ficam juntos?
  7. O que você sugere para que o meu filho pare de chupar o dedo?
  8. O que é a mancha negra nos dentes do meu filho?
  9. O fio dental deve ser usado nos primeiros dentes das crianças?
  10. É OK que a minha família não beba água da torneira?
  11. É necessário tomar comprimidos de flúor para “fortalecer os dentes”?
  12. O meu filho precisa de aplicar de flúor no dentista?
  13. O meu filho precisa de raio-x?
  14. Por que os dentes decíduos são restaurados?
  15. Estou preocupaao com a visita do meu filho ao dentista para consertar os dentes. Há algo que eu possa fazer para ajudar?
  16. Por que a gengiva ao redor dos dentes do meu filho sangra ao escovar?
  17. É importante se o meu filho tiver um dente decíduo removido?
  18. Se o meu dentista recomendar restauração, esta deve ser feita com resina ou amalgáma?
  19. O que é um mantenedor de espaço?
  1. Aos dois anos de idade, todos os dentes decíduos estão presentes?

    Há uma enorme variação entre as crianças. A resposta provável é não! Os dentes decíduos começam a nascer aos 6 meses de idade. Geralmente, ao 2 anos, 16 dentes estão presentes e o último dos molares começam a aparecer, mas eles não finalizam a erupção até cerca dos 30 meses de idade. Os molares superiores são geralmente os últimos a erupcionarem.


  2. Que tipo de escova de dente você recomenda?

    Existem muitos tipos de escovas dentais no mercado. Alguns fabricantes são especializados no desenvolvimento de escovas de dentes para crianças. Ao invés de oferecer um nome de marca, gostaríamos que você pensasse sobre o que você quer em uma escova de dente para uma criança de 2 a 5 anos de idade. Procure por uma escova com uma alça curta e volumosa, pois esta é a forma mais fácil para a criança manusear a escova. As cerdas devem ser macias para evitar ferimentos.


  3. Quantas vezes você recomenda a limpeza dos dentes?

    Uma das coisas mais importantes sobre um plano de limpeza dentária é o desenvolvimento de bons hábitos. A escovação dentária deve ser realizada pelo menos duas vezes por dia – de manhã e na hora de dormir. Naturalmente, se for feito de forma mais frequente é benéfico, especialmente após as refeições ou injestão de doces. A maior prevenção contra cáries, acontece quando a escovação com pasta dental com flúor é supervisionada pelos pais.
  4. Qual a quantidade de pasta dental é seguro usar em minha criança?

    0-3 anos = tamanho de um grão de arroz3-6 anos = tamanho de uma ervilha

    Como mencionado na seção anterior, crianças de 0-3 anos devem usar uma quantidade de pasta dental fluoretada similar ao tamanho de um grão de arroz duas vezes por dia. Crianças de 3 a 6 anos de idade devem usar uma quantidade similar ao tamanho de uma ervilha. Esta quantidade é segura, mesmo se engolida, no entanto, é uma boa idéia ensinar o seu filho a cuspir o excesso da pasta dental. Bochecho não se faz necessário, uma vez que a maior proteção contra cárie resulta da escovação.


  5. O que pode ser feito se o meu filho não gostar de pasta dental?

    Você pode tentar várias pastas dentais, até encontrar uma que o seu filho goste. Desta forma você vai ajudá-lo a se acostumar com a rotina da escovação. Apenas certifique-se de sempre usar a quantidade certa de pasta de dente: tamanho de um grão de arroz para 0-3 anos e tamanho de uma ervilha para crianças de 3 a 6 anos de idade.


  6. Por que os dentes superiores e inferiores do meu filho não ficam juntos?

    Esta é típica “mordida aberta”. Esta situação pode ser vista em crianças mais jovens (2 a 5 anos) e em alguns mais velhos também. Existem várias razões pelas quais isso pode ocorrer. Uma das causas mais comuns de uma mordida aberta é o hábito.  Chupar dedos, colocar a língua e segurar objetos entre os dentes (como uma chupeta, por exemplo) são hábitos que podem causar este problema. Também pode ser um traço familiar. Existem formas de lidar com mordidas abertas devido aos hábitos. Existem várias maneiras com a qual um hábito pode ser eliminado. Quando isto acontece, os dentes, frequentemente movem-se para trás em uma posição melhor, não havendo necessidade de tratamento adicional. Seu dentista deve ser consultado se o seu filho tiver algum desses hábitos.


  7. O que você sugere para que o meu filho pare de chupar o dedo?

    Crianças entre 2 a 5 anos de idade estão geralmente desenvolvendo habilidades sociais que lhes permitem parar com o hábito de sucção lentamente. Tratamento agressivo não é recomendado antes desta idade. Um lembrete ocasional para remover o dedo é razoável, sempre tentando ser positivo. Incentive e recompense a criança pela não sucção, elogiando-a pelo seu comportamento adulto.
    Os pais muitas vezes querem resolver o problema do hábito muito cedo. Cerca da metade das crianças que chupam o dedo, deixam este hábito espontaneamente, ao redor dos três anos. Muitos daqueles que persistem deixarão o hábito por volta dos 6 anos de idade. Dentes anteriores amolecidos e a pressão do grupo farão com que muitas crianças nesta idade deixem o hábito. Se o seu filho persistir após os 6 anos de idade, a consulta com o seu dentista irá permitir uma avaliação mais profunda e uma maior possibilidade de parar com hábito por outros meios.


  8. O que é a mancha negra nos dentes do meu filho?

    Mancha negra é o resultado de uma combinação de muitas coisas na boca relacionadas com saliva, bactérias e alimentos. A mancha negra na superfície dos dentes está associada a uma taxa de cárie muito baixa. Ninguém parece entender essa associação e tem sido um tema de pesquisa. Outros tipos de manchas também aparecem na parte externa dos dentes. Manchas verdes, laranjas e cinzas são as mais comuns. Estas manchas indicam higiene precária e sob estas, podem ser encontrados os primeiros sinais de cárie dentária.
    Limpeza profissional deve remover a mancha inicialmente, e uma escovação dentária supervisionada periodicamente ajuda a controlar a mancha.
  9. O fio dental deve ser usado nos primeiros dentes das crianças?

    O fio dental limpa entre os dentes, nas áreas que a escova dental não alcança. Para algumas crianças, é importante adicionar esta rotina na hora de limpar os dentes.
    Os dentes decíduos podem ter espaços entre eles, ou ser muito próximos uns aos outros. Se espaçados, eles não precisam do uso do fio dental, pois a escova pode atingir as áreas entre os dentes. Se os dentes não são espaçados, recomenda-se o uso do fio dental. Nessa idade, não se pode esperar que as crianças usem fio dental sozinhas. Os pais precisam ajudá-las. Sugerimos que você fale com seu dentista para obtenção de conselhos sobre a necessidade do uso do fio dental.


  10. É OK que a minha família não beba água da torneira?

    A pergunta simplesmente não pode ser respondida com um direto “sim ou não”. Por várias razões, as pessoas preferem não beber água da torneira. Em comunidades onde o flúor está naturalmente presente na água, ou é adicionado a esta, observou-se uma redução de até 50% da cárie dental nas crianças.
    Se você tem isso em sua comunidade, e não bebe água da torneira, sua família não está recebendo esta ferramenta barata e preventiva. Se você optar por não beber água da torneira, ou se a água em sua comunidade não contém flúor, o seu dentista pode aconselhá-lo um suplemento de flúor se houver necessidade.
    Ainda melhor, escovar os dentes dos seus filhos duas vezes por dia com a quantidade adequada de pasta dental com flúor desde a erupção do primeiro dente, irá assegurar que o flúor estará disponível ao redor dos dentes, região considerada mais benéfica.


  11. É necessário tomar comprimidos de flúor para “fortalecer os dentes”?

    Os comprimidos de flúor só devem ser tomados sob recomendação ou prescrição médica.
    Os dentes expostos ao flúor são mais resistentes à cárie dentária. Se a água em sua área não contém flúor, seu dentista deve ser capaz de avaliar o risco do seu filho em obter cárie, e recomendar as opções de flúor adicionais adequadas.

  12. O meu filho precisa de aplicar de flúor no dentista?

    O risco à cárie de uma criança é o principal fator dessa decisão. Durante a consulta, o dentista irá avaliar a quantidade de flúor que seu filho recebe através da água, da pasta de dente e de outras fontes. Também será avaliado a dieta de seu filho, os hábitos nutricionais e quão bem e com que frequência o fio dental é utilizado. Esta informação, juntamente com um exame dentário (sua forma, proximidade e força), bem como a condição da gengiva permitirá que o dentista determine se o risco à cárie do seu filho. As crianças que tiveram cáries recentemente tem um alto risco de desenvolver mais cáries. Se o seu filho está em risco de ter cáries por qualquer das razões acima mencionadas, eles certamente irão se beneficiar de uma proteção extra de flúor durante a consulta odontológica.


  13. O meu filho precisa de raio-x?

    A história de cárie dentária da criança ou o seu risco de obter cáries são os principais fatores desta decisão. Se a criança teve cárie recentemente, ou se não houver espaços entre os dentes para avaliar diretamente, o dentista pode recomendar raios-x a cada 6 meses.
    Existem outros fatores que podem influenciar a decisão de tirar raios-x. Se a criança teve restaurações no passado, o dentista pode precisar do raio-x para acompanhar. História na família pode ser uma influência, especialmente se outras crianças na família têm muitas cárie. A maioria dos dentistas hoje solicita raios-x “com base na necessidade individual”, ao invés de rotineiramente. Isso significa que eles examinam a boca e a história da criança, antes de tomar a decisão de solicitor o raio-x.
  14. Por que os dentes decíduos são restaurados?

    Quando os dentes decíduos têm cárie, recomenda-se que sejam restaurados. Restaurações são colocados nos dentes para repará-los até que caiam normalmente. Isso previne que alimentos se acumulem na cavidade cariada; impede o aumento da cavidade, e permite que os dentes permaneçam na boca até que caim naturalmente. Quando os dentes não são restaurados, a cavidade tende a ficar maior, podendo chegar ao nervo, o que gera infecção, produção de abscesso e/ou inchaço na face. Dentes cariados sem tratamento podem levar a problemas de saúde desnecessários.
    Se os dentes são removidos precocemente, o espaço pode ser perdido no arco dental. O resultado final é que os dentes permanentes podem ficar tortos na boca.
    Uma terceira razão que os dentes de bebê devem ser restaurados é para reduzir bactérias (germes) causadoras de cárie dentária. Essas bactérias se multiplicam em cavidades abertas, onde os detritos de alimentos são difíceis de limpar. Eventualmente, a cárie continua em outros dentes e até mesmo nos dentes permanentes quando entram em erup ção.


  15. Estou preocupaao com a visita do meu filho ao dentista para consertar os dentes. Há algo que eu possa fazer para ajudar?

    Todos nós gostaríamos de ter uma boa experiência no dentista. Pesquisa reporta que pais ansiosos podem passar suas ansiedades aos seus filhos. Então, tente ficar relaxado e positivo. Trate a consulta ao dentista como uma parte rotineira da vida e dos cuidados de saúde. Existem livros infantis e sites que podem ser usados para explicar os procedimentos. Isto pode ser útil. Você também pode perguntar aos amigos e outros membros da família sobre práticas odontológicas que são orientadas para as crianças ou sobre dentistas que limitam o seu atendimento às crianças. Outras crianças no consultório e uma equipe odontológica que tratam de crianças podem ser de grande ajuda.


  16. Por que a gengiva ao redor dos dentes do meu filho sangra ao escovar?

    A causa mais comum para sangramento gengival é gengivite, ou seja, infecção e/ou inchaço da gengiva. Isso acontece quando placa dentária é deixada por períodos prolongados na gengiva, devido à uma escovação pobre ou insuficiente. Alguns pais e crianças evitam escovar a gengiva devido ao sangramento. Este é um erro porque torna o problema ainda pior. Escovação suave adequada sobre a gengiva, irá remover os depósitos de placa, que leva ao fim do sangramento. No entanto, pode demorar de 7a 10 dias para ver uma melhora total.
    Existem outras razões de sangramento gengival durante a escovação. Uma causa pode ser desidratação da boca, geralmente causada por uma respiração bucal. Respiração bucal acontece quando as crianças têm dificuldade em respirar pelo nariz devido a problemas como alergias, adenóides ou amígdalas. Algumas crianças têm um lábio superior curto e isso impede que os lábios se fechem à noite. A boca é para ser úmida. Sangramento gengival não é saudável. Correção ortodôntica pode ser necessária para corrigir os dentes, levando ao fechamento confortável dos lábios.
    Em raras ocasiões, sangramento gengival pode estar relacionados a condições médicas. Portanto, se não houver melhora na gengiva após a escovação regular, consulte o seu dentista.


  17. É importante se o meu filho tiver um dente decíduo removido?

    Sim, isto pode ser um problema mais tarde, especialmente se os dentes posteriores são perdidos precocemente. Geralmente, isto não é um problema para os dentes anteriores. Dentes decíduos possuem um tamanho específico e ocupam um certo espaço na mandíbula/maxila. Se um dente decíduo é removido de forma precoce, os dentes vizinhos podem se movimentar para o espaço que foi criado pelo dente perdido. Isto significa que haverá espaço insuficiente para o dente permanente que irá substituir o dente perdido. Como resultado final observa-se um arco dental comprometido.


  18. Se o meu dentista recomendar restauração, esta deve ser feita com resina ou amalgáma?

    Reparar dentes é um trabalho difícil. O tipo de restauração depende de muitos aspectos, tais como o tamanho e a localização da cavidade, a idade da criança e acima de tudo, da capacidade da criança em cooperar com a realização do procedimento. Alguns dentistas preferem um tipo de material de restauração sobre outros, e estes fatores influenciarão suas decisões. Alguns dentistas também usam coroas de prata pré-fabricadas. Estas são usados quando há um grande dano dentário. Converse com seu dentista sobre as opções.


  19. O que é um mantenedor de espaço?

    Um mantenedor de espaço é um aparelho que protege o espaço na mandíbula/maxila que é criado quando um dente é perdido prematuramente. Existem dois tipos de mantenedores de espaço. Os mantenedores de espaço fixo, que são mantidos aos dentes por um cemento dental. E, os mantenedores de espaço removíveis, os quais podem ser retirados e limpos. O modelo de um mantenedor de espaço depende dos dentes ausentes, do dentes presentes e do desenvolvimento  dentário da criança.